O que é Margem de Contribuição? E Margem de Lucro? Aprenda em 3 minutos!

O que é Margem de Contribuição? E Margem de Lucro? Aprenda em 3 minutos!

Se você não tem amplo conhecimento da margem de contribuição e da margem de lucro de seu negócio talvez você esteja, nesse momento, se perguntando porque é que apesar de tanto esforço, dedicação e empenho sempre falta dinheiro para honrar seus compromissos no fim do mês e nunca consegue tomar ações para fazer crescer seu negócio.

Pois bem, eu posso afirmar com certeza, que mesmo que todo o resto esteja perfeito, se esses dois indicadores – margem de contribuição e margem de lucro – não forem muito bem conhecidos e trabalhados de forma estratégica seu negócio sempre estará correndo riscos financeiros, ou seja, será difícil fazer caixa!

Dado a importância de se trabalhar os aspectos financeiros do seu negócio e sobre tudo, dominar a margem de contribuição e a margem de lucro é que vamos nos debruçar nesses dois temas neste post de hoje.

O que é Margem de Contribuição?

Margem de contribuição é um índice, tido como uma ferramenta de gestão utilizada para medir o potencial de lucratividade;

Margem de contribuição é o valor que sobra para o pagamento das despesas fixas de um estabelecimento comercial após a venda de um dado produto descontado o seu custo;

“Margem de contribuição é a margem bruta, obtida pela venda de um produto ou serviço, que excede seus custos variáveis e unitários”. (Pacoveze 2013)

Podemos entender então que margem de contribuição é aquele valor que sobra depois de pagar o custo do produto e as despesas decorrentes da venda como, por exemplo, os impostos, as comissões de vendedores, as taxas de cartão, etc.

Vale a pena frisar, margem de contribuição não é lucro, muito embora muitos administradores a confundam com lucro, e porque não é? Porque ainda não se pagou todas as despesas  oriundas das atividades e ações empregadas para que se consiga gerar a receita, é preciso lembrar e considerar as despesas fixas como é o caso do aluguel, da água, da limpeza, do material de escritório, da energia, dos salários administrativos, do marketing, etc.

Muitos empreendedores confundem a margem de contribuição com lucro porque margem de contribuição é a diferença entre os custos unitários e variáveis do produto e o seu preço de venda, a gente pode perceber a confusão nesse aspecto quando o empresário diz que dobra o preço do produto e ganha 100% de lucro.

Porque do nome Margem de Contribuição?

Margem porque é a diferença do preço de compra mais as despesas decorrentes das vendas do preço da mercadoria vendida. O preço de compra e as despesas decorrentes das vendas são também chamados de custos variáveis e despesas variáveis.

Contribuição porque representa o valor que cada produto vendido contribui para o pagamento de despesas fixas e do lucro esperado ou obtido.

Para que saber a margem de contribuição?

Para formular suas estratégias de vendas. Ao saber a margem de contribuição unitária tem se uma ideia da dimensão de quantos produtos devem ser vendidos para se ter o lucro almejado ou o  ponto de equilíbrio (quanto a empresa precisa faturar para pagar suas contas sem lucro e sem prejuízo)

Para formular o plano de ação de vendas. Com base na lucratividade esperada a margem de contribuição revela qual produto deve ser estimulado com maior intensidade à venda.

Para construir o planejamento estratégico da empresa dando embasamento para a decisão dos produtos que devem ser comercializados, da força de venda empregada, do plano de marketing e do potencial de retorno do negócio.

Quando se tem um montante de vendas alto e baixa lucratividade é sinal que a margem de contribuição não está legal, fato que sugere uma análise dos produtos comercializados, das estratégias de precificação e dos custos totais da empresa.

Como calcular a margem de contribuição?

Suponhamos que um produto comercializado apresenta um custo de aquisição ou de produção no valor de R$100,00 e a cada unidade vendida apresenta R$15,00 reais de comissão de vendedores e outros R$15,00 de impostos, sabendo que o preço de venda é R$200,00. Vamos aos cálculos da MC.

Margem de contribuição = R$200,00 – (R$100,00+R$15,00+R$15,00) = R$70,00

Preço de venda unitário                                                      R$200,00                          100%
     (-) Custo variável unitário                                                 R$100,00                             50%
(-) Despesas variáveis unitárias                                         R$30,00                               15%
(=) Margem de Contribuição unitária                               R$70,00                               35%

Agora que você já sabe tudo sobre a margem de contribuição está na hora de saber mais sobre a margem de lucro.

O que é Margem de Lucro?

Margem de lucro é a parcela do valor do produto vendido que a empresa espera sobrar após pagar todos os custos e despesas.

A empresa pode adotar uma margem de lucro igual para todos os produtos, ou uma margem estimada para cada produto a depender da estratégia adotada. O mais interessante é adotar uma margem para cada produto, isso torna a empresa mais flexível e dá mais competitividade a alguns produtos.

Margem de lucro genérica.

A margem de lucro pode ser igual para todos os produtos, para essa maneira de estipular a margem a empresa deve se basear em um retorno mínimo desejado sobre seus investimentos e utilizar essa margem dentro do mark-up (índice de precificação com base no custo, saiba mais clicando aqui.

Na Prática:

Se uma empresa cujo valor investido para sua existência é 100.000,00 e para tanto, os investidores desejam um retorno mínimo de 10% mensais e os administradores sabem com base no histórico da empresa que a média de faturamento mensal é de 40.000,00, onde os custos diretos são de 25.000,00 e a soma das despesas variáveis com as despesas fixas representam 5.000,00 mensais, então o índice da margem de lucro utilizada é de 25% sobre o faturamento (40.000,00 x 25% = 10.000,00)

Margem de lucro por produto.

A margem de lucro pode também ser estimada individualmente para cada produto, nesse caso após apurado todos os custos e despesas para a venda da unidade de produto acrescenta-se um percentual referente ao lucro que se espera para aquele produto específico, este método permite um gerenciamento mais eficaz, uma vez que ele possibilita ajustar a margem de lucro à situações e à oportunidades do mercado.

Geralmente os administradores preparam mais de um multiplicador (markup) e vai utilizando conforme se aprofunda em uma negociação de venda, de tal modo que, o maior índice costuma ser calculado para dar a lucratividade desejada e o menor para manter a competitividade garantindo a margem mínima de lucro estipulada.

Gostou do post? Compartilhe om os amigos!

Deixe uma resposta

Fechar Menu